Política de Privacidade

O IPPC – Instituto Português de Psicoterapia Corporal visa ser um centro de referência nacional e internacional ao nível das suas práticas pedagógicas, científicas e sociais no domínio da formação de psicoterapeutas corporais, da divulgação da psicoterapia corporal e da responsabilidade social.

O IPPC – Instituto Português de Psicoterapia Corporal promove a divulgação e a utilização da psicoterapia corporal como atividade profissional especializada, sustentada científica e empiricamente, alicerçada numa visão holística do ser humano e orientada para o bem-estar das pessoas e das sociedades.

Por meio desta política de privacidade, o IPPC – Instituto Português de Psicoterapia Corporal informa-o sobre a natureza, alcance, e finalidade dos dados pessoais que coleta, usa, e trata. Além disso, é informado, enquanto titular de dados, por meio desta política e documento, dos direitos que te assistem.

UTILIZAÇÃO DA INTERNET

O Utilizador compromete-se a utilizar esta página somente para realizar consultas ou pedidos legalmente válidos e a não realizar nenhum pedido falso ou fraudulento. Caso contrário, estaremos autorizados a anulá-lo e a informar as autoridades competentes.

O Utilizador não deve realizar nenhuma utilização proibida desta página, entendendo-se como tal, entre outros casos, a introdução intencional de vírus, cavalos de Tróia ou qualquer outro material tecnologicamente prejudicial.

Não seremos responsáveis por qualquer dano ou perda que afetem o seu computador como consequência das ações supracitadas, pela utilização desta página ou pela descarga de conteúdos da mesma ou de páginas para as quais a mesma redireciona.

LIGAÇÃO A OUTRAS PÁGINAS

A nossa página não garante que todos os URLs presentes neste documento estejam totalmente funcionais aquando a leitura do mesmo. Todos os URLs presentes nesta política de privacidade são verificados como corretos e ativos no momento da redação deste documento; contudo, não podemos garantir que os URLs para websites externos permaneçam funcionais ao longo do tempo, pois tais URLs estão sujeitos a alterações ao critério do proprietário do website externo.

PROTEÇÃO DE DADOS

A visita ao Website não implica a obrigação por parte do utilizador de facultar qualquer informação sobre si mesmo. No caso de o utilizador fornecer alguma informação de caráter pessoal, os dados recolhidos serão utilizados com a finalidade, na forma e de acordo com as limitações e os direitos que a RGPD estabelece.

Informamos que, de acordo com o RGPD, os dados pessoais contidos neste formulário serão adicionados a um ficheiro que é propriedade do Instituto Português de Psicoterapia Corporal, tendo como finalidade canalizar os pedidos de informação, sugestões e reclamações de clientes para a sua gestão e resolução. O cliente pode exercer os seus direitos de acesso, retificação, oposição ou cancelamento, por e-mail para: ippc@ippc.pt.

As finalidades para as quais os dados serão recolhidos são especificadas no próprio formulário de dados, incluíndo a gestão do registo como utilizador, o envio de informação comercial de campanhas futuras, produtos e/ou serviços por correio postal ou por meio eletrónico, incluindo SMS, bem como para a realização de inquéritos. Os utilizadores que facultem dados de caráter pessoal consentem de modo incontestável a introdução dos seus dados num ficheiro da responsabilidade do Instituto Português de Psicoterapia Corporal, bem como o tratamento informatizado ou não dos mesmos.

O Instituto Português de Psicoterapia Corporal adotou as medidas técnicas e organizacionais necessárias para garantir a segurança e a integridade dos dados, bem como evitar a sua alteração, perda, tratamento ou acesso não autorizado. Os utilizadores cujos dados sejam objeto de tratamento poderão exercer gratuitamente os direitos de oposição, acesso e informação, retificação, cancelamento dos seus dados e revogação da sua autorização, sem efeitos retroativos nos termos especificados na RGPD, conforme o procedimento legal estabelecido.

Para a realização e acompanhamento de compras ou outros serviços ao Cliente que possam ser instituídos no futuro, o mesmo deverá registar os seus dados pessoais e escolher uma palavra-passe para aceder às zonas restritas que requerem identificação prévia. Tal evitará a necessidade de preenchimento dos mesmos nos acessos seguintes. Do momento de registo no servidor ao momento que se realiza um pedido, os dados pessoas e domiciliários, bem como as transações realizadas e em curso são introduzidas na nossa base de dados, sendo apenas utilizados para processar o pedido, bem como realizar o seu acompanhamento.

Se for dado consentimento prévio sem se exercer posteriormente a sua revogação, também serão utilizados para enviar informação sobre ofertas e serviços que possam ser do interesse do utilizador. Os dados de registo poderão ser modificados pelo cliente a qualquer altura (alteração de morada, telefone, etc.) ou poderá solicitar-nos um lembrete da palavra-passe, caso esta seja perdida ou esquecida.

Os seus dados pessoais fornecidos aquando a sua inscrição em cada evento ou formação, poderão ser enviados às entidades que façam a certificação das mesmas. Essas entidades serão a Ordem dos Psicólogos Portugueses, a European Association for Body Psychotherapy ou outras entidade que possam futuramente certificar a formação que disponibilizamos e a qual se inscreveu e participou. Os dados serão enviados apenas a essas entidades para efeitos de certificação.

POLÍTICA DE COOKIES

O acesso a este Website pode implicar a utilização de cookies. Os cookies são pequenas quantidades de informação que se armazenam no navegador utilizado por cada utilizador para que o servidor se lembre de certas informações que, posteriormente, apenas o servidor que as implementou irá ler. Os cookies têm, geralmente, uma duração limitada no tempo. Nenhum cookie deste Website permite contactar o número de telefone do utilizador, o seu endereço de e-mail ou qualquer outro meio de contacto. Nenhum cookie deste Website pode extrair informação do disco rígido do utilizador ou roubar informação pessoal. Neste Website, a única forma de a informação privada do utilizador fazer parte do ficheiro cookie será através do fornecimento voluntário dessa informação ao servidor por parte do utilizador.

O conjunto de “cookies” ajuda-nos a melhorar a qualidade da nossa página, permitindo-nos controlar as páginas que os nossos utilizadores consideram úteis ou não. Os cookies são essenciais para o funcionamento da Internet, trazendo inúmeras vantagens na prestação de serviços interativos e facilitando a navegação e a utilização da nossa página. Em todo o caso, o utilizador pode desativar a utilização dos cookies a partir da configuração do seu navegador de Internet ou estabelecer certas políticas que permitam ativar um modo privado através do qual os cookies são sempre apagados após a visita.

RESPONSABILIDADE

O Instituto Português de Psicoterapia Corporal não é responsável pelos atrasos nos envios quando a causa se deve a acontecimentos de força maior e, por isso, fora do nosso controlo. Entre outros motivos, entendemos que existe força maior nos seguintes casos, mas não se limitando a: acidentes; greves; revoltas, ameaças ou ataques terroristas; incêndio ou explosão; causas meteorológicas ou desastres naturais, tais como tempestade, inundação, terramoto, colapso, epidemia; problemas alheios a nós nos meios de transporte ou sistemas de telecomunicação. Na medida do possível, uma vez terminada a causa da impossibilidade ou do atraso, o Instituto Português de Psicoterapia Corporal fará todos os possíveis para retomar as suas atividades comerciais e poder cumprir com as suas obrigações e envios.

COMUNICAÇÕES COMERCIAIS

De acordo com a Lei portuguesa, Decreto-Lei n.º 7/2004, publicado em Diário da República n.º 5/2004, Série I-A de 2004-01-07, o Instituto Português de Psicoterapia Corporal não envia comunicações comerciais por correio eletrónico a não ser que tenha recebido autorização expressa por parte do destinatário das mesmas.

A recolha de contactos nos diversos formulários são apenas de contacto e comunicação a que foi solicitados, por exemplo envio de newsletter, contactos para campanhas em que se inscreveu, ou registo na nossa loja online com integração em newsletter para alerta de campanhas presentes e futuras e o acesso às nossas atualizações regulares. De qualquer forma, o utilizador pode solicitar que não lhe sejam enviadas informações comerciais através dos canais de atendimento ao cliente a qualquer momento ou enviando-nos um e-mail para ippc@ippc.pt.

POSSIBILIDADE DE CONTACTO VIA WEBSITE

Tem a possibilidade de entrar em contacto com o IPPC – Instituto Português de Psicoterapia Corporal. Se entrar em contacto através do formulário de contacto, os dados pessoais serão automaticamente processados pelo email ippc@ippc.pt, sendo utilizados apenas para efeitos de resposta.
Os dados recolhidos para o formulário de contacto são: Nome e Email.
O tratamento: os dados submetidos no formulário de contacto serão automaticamente processados e tratados pelo email ippc@ippc.pt. Os dados enviados através do formulário de contacto serão única e exclusivamente utilizados para contactos de resposta direta à mensagem enviada; não serão inseridos em nenhuma base de dados sem que o seu titular expressamente o consinta.
Consentimento: ao colocar o seu nome e email nos campos respetivos, o utilizador está a consentir que os dados enviados sejam utilizados para resposta respetiva.

PERÍODO DURANTE O QUAL OS DADOS PESSOAIS SERÃO ARMAZENADOS

Os critérios utilizados para determinar o período de armazenamento de dados pessoais são o respetivo período de conservação legal. Após a expiração desse período, os dados correspondentes são rotineiramente apagados, desde que não sejam mais necessários para o cumprimento de alguma exigência legal ou contratual e desde que a finalidade para a qual tenham sido recolhidos tenha terminado.

LEI APLICÁVEL E JURISDIÇÃO

O tratamento dos dados pessoais pelo IPPC – Instituto Português de Psicoterapia Corporal está conforme ao Regulamento (UE) 2016/679, de 27 abril de 2016 relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados e que revoga a Diretiva 95/46/CE (Regulamento Geral da Proteção de Dados).

Qualquer conflito ou divergência de interpretação dos mesmos será submetida ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra.